Gaeco denuncia 28 pessoas investigadas pela Operação Password em Londrina

Francielly Azevedo

28 pessoas foram denunciadas no âmbito da Operação Password, nesta quarta-feira (10), pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A ação investiga uma organização criminosa estabelecida entre 2015 e 2017 no Departamento de Cadastro Imobiliário da Prefeitura de Londrina, no norte do Paraná. Os envolvidos vão responder por organização criminosa, inserção de dados falsos em sistema de informações e estelionato.

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), o grupo realizada cancelamentos de débitos de IPTU e modificações nas características de imóveis urbanos. A prática diminuía ou suprimia tributos devidos. O MP-PR estima um prejuízo de mais de R$ 1 milhão aos cofres da cidade.

Segundo o MP-PR, durante as investigações, foram colhidos mais de 100 depoimentos e analisados materiais apreendidos e prova documental, o que possibilitou ao Gaeco desvendar como funcionava o esquema. Entre os 28 denunciados, estão três servidores e uma estagiária da Prefeitura de Londrina, intermediadores do esquema e proprietários de imóveis beneficiados pelos cancelamentos.

Na denúncia, o MP-PR requer o arbitramento de danos (inclusive morais) a serem revertidos ao Município de Londrina, perda de bens relacionados à prática delitiva e perda de cargo, função ou mandato eletivo exercido pelos denunciados.


**Com informações do MP-PR**

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook