Gaeco prende vereador paranaense e outros quatro por organização criminosa

Francielly Azevedo

O vereador Nilson Hachmann (PSC), o filho dele e outras três pessoas foram presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, na manhã desta quarta-feira (15), em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. A operação apura crimes de organização criminosa contra a administração pública.

Além dos cinco mandados de prisão preventiva, foram cumpridos vinte mandados de busca e apreensão em oito residências, nove empresas, um escritório contábil, no setor de licitações da Prefeitura e no gabinete do vereador na Câmara Municipal.

A investigação do Gaeco teve início em maio de 2018. O vereador era dono de empresas, registradas em nome de terceiros, que participavam de licitações do município, burlando assim a proibição de contratação com o setor público.

As empresas atuam em áreas diversas, como obras públicas (pavimentação rural), prestação de serviços e transporte escolar.


A reportagem tenta contato com os citados.

Post anteriorPróximo post
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.