Grupo indígena pede mudança no edital do PSS e dorme no prédio da Seed, em Curitiba

Redação

Grupo indígena pede mudança no edital do PSS e dorme no prédio da Seed, em Curitiba

Um grupo indígena, que pede mudanças no edital do PSS (Processo Seletivo Simplificado), dormiu no prédio da Seed (Secretaria Estadual de Educação do Paraná), em Curitiba, na madrugada desta quarta-feira (18).

Segundo a Secretaria, os índios “vieram de localidades distantes” e, por isso, “as comunidades indígenas ficaram nas dependências da Seed-PR” para participar de uma reunião, marcada para a manhã de hoje.

Na tarde de ontem, houve uma primeira conversa entre representantes da Seed e do grupo indígena, mas eles estabeleceram que só saíram do local após uma nova publicação do edital do PSS.

A reinvindicação dos índios é para que professores da língua kaigang e guarani não realizem a prova, já que muitos deles não fizeram faculdade e possuem apenas o magistério. Segundo a Seed, a publicação do novo edital deve ocorrer ainda hoje.

Segundo primeira versão do texto, a prova iria testar os conhecimentos dos professores dentro da área na qual o candidato irá concorrer. Outra mudança no processo deste ano é que não irá ocorrer o teste de redação e banca.

Previous ArticleNext Article