Operação mira grupo suspeito de fornecer álcool gel adulterado para o Estado

Redação

O grupo estaria fornecendo álcool gel 15% com rótulo de 70%

A PCPR (Polícia Civil do Paraná) deflagrou nesta quarta-feira (19) uma operação para desmantelar uma associação criminosa suspeita de distribuir álcool gel adulterado para diversas instituições do Estado. Eles estariam fornecendo álcool gel 15%, com rótulo de 70%.

No total, 52 ordens judiciais devem ser cumpridas em sete bairros da Capital e um em Pinhais, na Região Metropolitana. São 14 mandados de prisão temporária, 25 de busca e apreensão e 13 sequestro de veículos.

Os endereços relacionados aos alvos situados em Curitiba ficam nos bairros: Hauer, Xaxim, Centro, Bacacheri, Alto da XV, Guaraituba e Campo de Santana. Já em Pinhais, o mandado será cumprido no bairro Alphaville.

Segundo a polícia, o bando utilizava empresas clandestinas para produzir saneantes diversos (álcool gel, água sanitária e desinfetantes) e realizar fraudes fiscais. Ou seja, simulavam a venda dos produtos para empresas distribuidoras, as quais, contudo, também pertenciam ao grupo, apesar de registradas em nome de laranjas.

Por fim, por meio das empresas distribuidoras os produtos eram vendidos a diversas instituições do Estado. O esquema criminoso, em tese, isentaria os investigados de responsabilidade referente a falsificação dos saneantes e de pagamento de tributos.

Entretanto, todas as empresas fornecedoras dos produtos descobertas ao longo das investigações, através dos quais a associação criminosa participava de diversos processos licitatórios, tinham relação com o bando. Segundo a polícia, o grupo estaria a frente de empresa vencedora de pregão eletrônico em 2018.

O delegado André Feltes explicou o módus operandi do grupo, veja abaixo!

Previous ArticleNext Article