HC atende recomendação de CRM e contrata 190 profissionais

Fernando Garcel


Repórter Andressa Tavares

No início de dezembro, 190 profissionais da saúde, que passaram em concurso público em 2015, começam a trabalhar no Hospital de Clínicas. Os quase 200 profissionais que estão sendo convocados agora estarão sob a gestão da Ebserh, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, vinculada ao Ministério da Educação, que já tinha em seu quadro, dentro do HC, outros 436 empregados públicos.

A contratação atende recomendação do Conselho de Medicina, que havia emitido em junho uma notificação de interdição ética das Unidades de Terapia Intensiva cardíaca, pediátrica e neonatal  Foram dados 120 dias para que melhorias fossem realizadas, prazo que foi estendido e que expiraria em meados de dezembro.

Segundo o CRM, havia  provas de que o funcionamento do hospital, em condições precárias, poderia causar dano irreparável ou de difícil reparação aos pacientes. O indicativo funciona como um “alerta” ao hospital que teve de melhorar as instalações e as condições de trabalho nas UTIs.

Com a contratação de pessoal e a chegada de uma verba extra, o atendimento nas unidades está garantido, pelo menos até o mês que vem, explica o superintendente do maior hospital público do Paraná, Flávio Tomasich. “Imagina em um momento como o de hoje, com essa crise, a gente conseguir a contratação e incursão dessa força de trabalho nova”, conta.

O número de leitos nas UTIs cardíaca, pediátrica e neonatal vai passar de 22 para para 42 com o reforço no quadro de pessoal do HC. “No geral, o hospital aumentou 25% da produção e, especificamente nessas áreas, terá segurança dos leitos funcionando completamente”, afirma.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="396994" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]