História de pescador: Marlim-azul gigante é capturado por engano em Matinhos

Fábio Buchmann - CBN Curitiba


Quem diria que o acaso fez a alegria de uma comunidade inteira na cidade de Matinhos, no litoral paranaense. A semana começou com uma rotina normal para os pescadores região.

Na madrugada de segunda-feira (14), um deles embarcou rumo ao alto mar utilizando uma rede considerada pequena. Quando estava encerrando o expediente, e se preparava para voltar à praia, veio a surpresa.

A rede estava enroscada em algo muito pesado para ser algum peixe que são comuns na região como a cavala. Depois de muito esforço, o pescador solitário conseguiu trazer a rede de volta.

O peso extra, de mais de 300 quilos, tinha uma explicação: ele capturou sem querer um marlim-azul, que ficou preso no emaranhado de fios.

Na pesca ninguém leva o mérito alheio. Lopes Fabiano Ramos, foi designado pela comunidade da pesca para dar entrevistas sobre o feito. Ele é irmão do dono da canoa utilizada quando o peixe gigante foi capturado. O nome do herói, Fábio. “Quem pescou aqui foi o Fábio. O Fábio é o pescador que usa a canoa do meu irmão. Mas ele não gosta de falar”, disse.

Lopes Fabiano Ramos também fez questão de frizar que o peixe enorme foi mesmo capturado sem querer. “Ele não para. É um peixe de muita rapidez, muito ágil. Não existe rede para parar ele. Foi uma pesca acidental. Ele parou no fundo da rede e já veio morto”, afirmou.

Além do peso superior a 300 quilos, o marlim – azul tinha mais de 3 metros e meio de comprimento. Lopes Fabiano Ramos disse que o peixe foi limpo e cortado em pedaços de diversos tamanhos.

Uma parte foi vendida para ajudar no conserto da rede danificada pelo marlim – azul. O restante foi distribuído entre a comunidade da pesca de Matinhos. “Chegou bastante turista, porque agora é temporada. Várias pessoas tirando foto. Por ser um peixe grande nós tivemos que resfriar ele logo, porque pode estragar. Mas nós dividimos ele em pedaços pra comunidade. Apenas alguns foram vendidos para pagar a despesa da rede”, contou.

Sobre o tamanho do peixe, Lopes garante que foi o maior que ele já viu em 34 anos como pescador. “Eu nunca vi um desse tamanho. Eu já pesquei uns de 70 quilos, mas é muito raro. Em toda minha vida pesquei três peixes desse aí. Imagina”, lembrou.

Apesar do tamanho que impressiona, o marlim – azul de matinhos pode ser considerado um exemplar de médio porte. Estes animais podem pesar até uma tonelada e medir quase 5 metros de comprimento. A pesca esportiva do marlim – azul é proibida no Brasil. Estes animais são mais comuns em estados como RJ, ES e BA.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="586505" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]