MPPR denuncia homem que perseguiu e provocou acidente fatal à namorada

Redação

estupros brasil

Um homem foi denunciado pelo MPPR (Ministério Público do Paraná) pelo crime de feminicídio após agredir, perseguir e causar acidente fatal à namorada. A ocorrência foi registrada no dia 2 de fevereiro em Toledo, região oeste do Paraná, e o réu foi preso na semana seguinte ao caso.

A vítima tinha 34 anos e foi agredida pelo namorado após o réu suspeitar de um caso de infidelidade ao ler mensagens no celular da mulher.

Durante as agressões, a vítima conseguiu filmar a violência do namorado e encaminhou o vídeo para amigos e parentes. A mulher tentou fugir de carro, mas o homem a perseguiu por diversas ruas de Toledo até que ela perdesse o controle do veículo e acertasse um barranco, vindo a óbito no local.

“O denunciado deu causa direta à morte da vítima. O crime foi cometido por razões da condição de sexo feminino da vítima, como prática de violência doméstica e familiar, com inequívoco menosprezo à condição de mulher”, pontuou a 1ª Promotoria de Justiça de Toledo na denúncia apresentada.

Dois dias após a morte da namorada, o homem ameaçou diversos parentes da vítima que receberam o vídeo das agressões por ele cometidas. “Deveria tomar muito cuidado ao expô-las às autoridades, pois ele ou alguém cobraria tal atitude, no presente ou no futuro. Teria sido criado em meio à malandragem, e teria um ‘papo reto, papo do crime, que não faz curva”, foram alguns dos termos utilizados pelo rapaz para intimidar os familiares.

O MPPR ainda apontou na ação que o acusado tinha um histórico de violência, inclusive com registro policiais por agressões físicas e verbais cometidas contra outras quatro pessoas, todas mulheres. “Infelizmente, a quinta e última vítima não teve oportunidade de recorrer a justiça e registrar a violência que sofria”, finalizou a Promotoria em sua petição.

O crime de feminicídio tem pena prevista de 12 a 30 anos de reclusão pelo Código Penal Brasileiro.

Previous ArticleNext Article