Homem deixa cidade inteira sem sinal de celular por mais de um dia e é preso

Angelo Sfair

furto_capanema_sinaldecelular

Um homem deixou uma cidade inteira sem sinal de celular e de internet por quase dois dias e acabou preso em flagrante pela Polícia Civil (PC) nesta terça-feira (28). O caso foi registrado em Capanema, na região sudoeste do Paraná, e deixou o município no apagão por quase dois dias inteiros, entre 22 e 23 de maio.

O delegado Rodrigo Colombelli, responsável pelas investigações, afirma que o homem de 31 anos estava furtando cabos da antena da operadora TIM. Segundo estimativa da PC, mais de 20 mil pessoas foram afetadas pelos danos ao equipamento.

“Chegamos até o suspeito a partir de uma ligação anônima. Um cidadão afirmou que o homem que furtava cabos tinha retornado ao local. Nós o encontramos nas imediações com uma ‘machadinha’ usada para quebrar os equipamentos”, contou o delegado.

A polícia começou a investigar o caso depois de uma parcela significativa da população começar a reclamar da ausência de sinal de celular e internet. “A própria operadora nos ligou informando que o problema havia sido o furto dos equipamentos”, relatou.


A antena da operadora – que segundo a delegacia de Capanema é a mais popular da região – afetou não apenas Capanema, mas também moradores dos municípios do entorno, que se valiam da mesma distribuição de sinal.

O delegado Rodrigo Colombelli cita esta prisão como um dos casos mais inusitados desde que assumiu o posto, há cinco anos. “Chega a ser irônico uma pessoa roubar um equipamento tão insignificante, para revender por R$ 20 ou R$ 40, e acabar afetando mais de 20 mil pessoas”, ponderou.

O homem preso em flagrante foi levado à carceragem da Polícia Civil e segue à disposição da Justiça. Ele deve responder por furto e dano qualificado e pode ser condenado a até 11 anos de prisão.

LEIA TAMBÉM

Post anteriorPróximo post