Homem é preso no PR suspeito de estuprar a própria filha, filmar e divulgar vídeos na internet

Angelo Sfair

abuso neta criança paraná papai noel pai filha londrina abuso sexual idoso

Um homem foi preso preventivamente nesta quarta-feira (28), em Londrina, no norte do Paraná, suspeito de cometer estupros contra a própria filha. A vítima tem 13 anos e os abusos começaram em 2017. De acordo com o Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente), o homem filmava os atos sexuais e divulgava o material na internet.

Ao cumprir a prisão preventiva, a PC-PR (Polícia Civil do Paraná) também fez buscas e apreensões na casa do homem de 36 anos. Foram encontrados três computadores e três celulares, além de uma arma de brinquedo. Os eletroeletrônicos foram enviados para a perícia.

O caso chegou ao Nucria após a mãe da criança procurar ajuda do Conselho Tutelar de Londrina. A mulher contou que havia se separado do pai da menina. Segundo esta versão, os abusos aconteciam nos momento em que a filha ficava sozinha na casa do suspeito – uma vez a cada 15 dias, em média.

Para manter os crimes em segredo durante tanto tempo, o pai teria se valido de ameaças e manipulação psicológica.

“Crianças muito novas nem sempre compreendem que os atos são abusos sexuais. Apenas quando elas são um pouco mais velhas é que entendem a situação, tomam consciência da gravidade e procuram um adulto pra fazer a denúncia”, contou a delegada Livia Pini, titular do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente de Londrina.

Exames preliminares do IML (Instituto Médico-Legal) atestaram os abusos sexuais. O Nucria terá 10 dias para concluir o inquérito e decidir se o homem será, ou não, indiciado. Na sequência, a apuração será encaminhada ao MP-PR (Ministério Público do Paraná) para que sejam tomadas as medidas criminais cabíveis.

Previous ArticleNext Article