Homem que matou amante grávida é condenado a 21 anos de prisão no PR

Angelo Sfair


Um homem acusado de matar a amante, em Capitão Leônidas Marques, na região oeste do Paraná, foi condenado pelo Tribunal do Júri a 21 anos de prisão. A vítima estava grávida e o crime aconteceu no dia 11 de janeiro de 2013.

O acusado respondia pelos crimes de homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. A sentença foi divulgada nesta sexta-feira (23) pelo MPPR (Ministério Público do Paraná).

Segundo a denúncia, o motivo o homem agora condenado a 21 anos de prisão matou a vítima, com quem mantinha um relacionamento extraconjugal, porque a amante engravidou. O réu escondeu o fato da esposa.

Narra a acusação que o acusado desacordou a vítima, a executou com um tiro na cabeça e a enterrou em um local desconhecido. O corpo nunca foi encontrado pelas autoridades.

Condenado por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), o réu não respondeu por feminicídio porque o crime aconteceu antes das mudanças no Código Penal.

Previous ArticleNext Article