Homem morre após ataque de abelhas no PR

Fernando Garcel


Com BandNews FM Curitiba

Um homem de 36 anos morreu após ser atacado por um enxame de abelhas em Cambé, município da região metropolitana de Londrina, no norte do Paraná, no fim da tarde de segunda-feira (5).

De acordo com a Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa), quatro pessoas são atacadas diariamente no estado. No último ano, pelo menos três pessoas morreram após ataques do inseto no Paraná.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima foi encontrada perto de uma represa em uma zona rural em estado crítico. Socorristas do Siate foram acionados, mas após os procedimentos a vítima faleceu. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina

Em julho deste ano, o ex-vereador de Uraí, norte do Paraná, Mário Shibukawa, também morreu depois de ser atacado por abelhas. O ex-vereador não resistiu devido a um choque anafilático. De acordo com o apicultor Antonio Padovani, o verão é o período mais crítico, envolvendo acidentes com insetos. “Nessa época, entre primavera e verão, as coméias ficam superpovoadas e limitam mais o espaço perto delas. Qualquer vibração ou barulho perto elas atacam. Ela é perigosa porque ataca em até 80 metros”, conta Padovani.

O acidente pode ocorrer com poucas ou múltiplas picadas. O quadro clínico pode variar entre inflamação, reação alérgica ou manifestação tóxica mais grave. “Tem pessoas que podem entrar em choque anailatico com uma simples picada de abelha. O choque desencadeia depois de 5 a 20 minutos depois da picada então, as vezes, nem dá tempo de socorrer”, diz Padovani.

As colmeias são encontradas em quintais, postes de iluminação, troncos de árvores e até mesmo dentro de casas. Os acidentes também podem acontecer quando as abelhas se agrupam para procurar outro local para constituir a colmeia – o processo de migração da colônia.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="401782" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]