Homem é morto com cerca de 20 tiros após sair de balada em Curitiba

Francielly Azevedo e Mariana Ohde


Um homem de 28 anos foi morto com cerca de 20 tiros, nesta quinta-feira (29), após sair de uma balada no bairro Batel, em Curitiba. Antes de ser morto, o rapaz, identificado como Fábio Schauer Nunes, teria sido perseguido pelos criminosos.

A perseguição começou, segundo a Polícia Civil, após Fábio deixar a casa noturna em seu veículo. O grupo estava em um Renault Logan prata. Eles andaram alguns quilômetros, do bairro Batel até o Portão. Na Avenida Arthur Bernardes, ambos os veículos entraram na contramão e em alta velocidade. Fabio, então, bateu no canteiro central, deixou seu veículo a pé e tentou entrar em um estacionamento de uma concessionária, mas não conseguiu pular o muro.

Neste momento, os ocupantes do Logan começaram a efetuar os disparos. “Três indivíduos desceram e efetuaram cerca de 20 disparos contra a vítima”, explica o delegado Thiago Nóbrega.

Um vigilante noturno, que acabou presenciando o crime, também foi perseguido pelos criminosos, que efetuaram três disparos contra ele, mas não o feriram. “Na sequência, eles perceberam o guarda noturno, tentaram matar, porque ele seria uma testemunha, mas ele conseguiu fugir”. O homem se escondeu e retornou à cena do crime após perceber que os criminosos já tinham se afastado.

De acordo com a Polícia Civil, há a possibilidade de o crime ter sido premeditado. “Pelo modo que ocorreu, a gente acredita que foi um crime premeditado”, diz o delegado. “Ele provavelmente já estava sendo monitorado, já estavam em seu encalço há algum tempo. Pelo modus operandi, a quantidade de tiros, as armas utilizadas, as vestimentas, tudo leva a crer que não foi uma briga passional, uma causa de momento, mas sim um crime premeditado que foi executado após a vítima deixar o estacionamento”.

De acordo com a polícia, Fábio tinha antecedente criminal por tráfico de drogas e ficou preso por dois anos, mas não é possível afirmar se ele continuava envolvido com o crime ou se essa teria sido a motivação dos disparos.

O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Curitiba. O crime é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="654021" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]