Homem vai preso após tentar roubar celulares de duas policiais civis

Redação e Francielly Azevedo - CBN Curitiba


Um homem foi preso após anunciar um assalto contra duas mulheres que estavam no bairro Santa Cândida, em Curitiba, nesta quinta-feira. Ambas são policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil e atuam na investigação do ataque ao acampamento de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que deixou dois feridos no último fim de semana.

O homem estava com uma arma de brinquedo e foi surpreendido pela ação das investigadoras. Ele caminhava do outro lado da rua e em sentido oposto as duas policiais, ele então espera um carro passar e anuncia o assalto. No mesmo momento, as investigadoras sacam as armas e rendem o bandido, que coloca as mãos na cabeça e deita no chão sem reagir.

“O rapaz se aproximou e deu voz de assalto, pedindo os celulares. Na hora, nós não identificamos como um simulacro… ele não chegou a sacar a arma, mas mostrou para a gente. Nós adotamos o procedimento padrão, nos identificamos como policiais e demos voz de prisão”, conta uma das investigadoras que não pode ser identificada.

O delegado Fabio Amaro, responsável pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, disse que a atitude das policiais demonstra a efetividade do treinamento dos agentes. “É uma demonstração do aprimoramento dos agentes da unidade que estão no dia a dia a pronto emprego para qualquer situação adversa que ocorra”, destaca.

De acordo com a Polícia Civil, o homem não tinha passagens pela polícia. Ele foi preso em flagrante e vai responder por tentativa de roubo.
A ação foi registrada por câmeras. Veja:

Previous ArticleNext Article