HC está com 104% de ocupação de UTI e ativa leitos com doação

Joyce Carvalho - CBN Curitiba


O Hospital de Clínicas (HC), vinculado à Universidade Federal do Paraná (UFPR), recebeu sete respiradores com monitores e nove sistemas de ventilação de alto fluxo. Os equipamentos serão integrados à estrutura do hospital para o combate à Covid-19.

Os respiradores e sistemas de ventilação foram doados pela Associação Amigos do Hospital de Clínicas. A entidade também repassou R$ 284 mil em insumos para atendimento aos pacientes com Covid-19 que estão sendo atendidos pelo HC.

A entrega oficial aconteceu nesta quarta-feira (24), mas os equipamentos chegaram ao hospital entre a semana passada e o início desta, permitindo a transformação de leitos para o tratamento de pacientes com Covid-19.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 chegou a 104% no Hospital de Clínicas nesta terça-feira (23), conforme dados sobre a regulação de leitos da Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (23). Todas as vagas de UTI exclusivas estavam ocupadas e outros quatro pacientes foram acomodados em leitos de UTI de outra ala.

A taxa de ocupação das vagas de enfermaria estava em 92%. O hospital conta com 100 leitos deste porte.

Com a chegada dos respiradores, serão disponibilizados 88 leitos adulto de UTI a partir desta quarta-feira. Os sete leitos a mais ajudam a desafogar um pouco o quadro crítico, de acordo com a superintendente do Complexo Hospital de Clínicas, Claudete Reggiani.

“A taxa mais de 100% muitas vezes é real dentro de UTI, que você acaba necessitando ter respiradores de reserva para [pacientes] que acabam sendo intubados na enfermaria e aguardam para ir para UTI”, conta ela.

Uma das principais preocupações no atual estágio da pandemia é com o abastecimento de oxigênio em função da alta no número de casos de Covid-19. A superintendente garantiu que, nesse momento, o Hospital de Clínicas está em uma condição satisfatória.

“Nosso sistema é canalizado, não trabalhamos mais com cilindro. Evidente que neste momento estamos suficientes, mas quando existe uma demanda grande a nível nacional, também poderemos encontrar dificuldade no futuro. Neste momento estamos bem, mas não posso garantir nos próximos dias”, completa ela.

A superintendente revelou ainda que houve avanço na vacinação contra Covid-19 de profissionais que atuam no Hospital de Clínicas. No dia 11 de março, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Paraná (Sinditest) emitiu um comunicado afirmando que quase mil pessoas vinculadas ao hospital ainda não tinham recebido a dose. Neste grupo estavam técnico-administrativos, trabalhadores terceirizados e estudantes da área da saúde em estágio.

“Felizmente esse número mudou. Semana passada foram vacinados 300 alunos que participam do internado e estão constantemente dentro do hospital e hoje recebi a notícia de que estavam sendo chamados 180 administrativos. Realmente foi uma demanda muito grande do hospital”, completou.

Claudete afirmou que ainda restariam cerca de 500 profissionais para completar toda a equipe vacinada. Ela espera que isto aconteça nos próximos dias.

Com informações do repórter William Bittar

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="753407" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]