Hospital de Clínicas volta a realizar transplantes de fígado infantis

Andreza Rossini


Da BandNews Curitiba

Depois de seis anos, os transplantes hepáticos infantis vão ser retomados pelo Hospital de Clínicas (HC) de Curitiba, vinculado à Universidade Federal do Paraná (UFPR). A instituição, referência em transplantes de medula óssea, foi a primeira da América Latina a fazer cirurgias entre doadores sem vínculo parental. Segundo o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paz, a ideia agora é atender a cerca de 30 pacientes por ano.

“A Secretaria vê com muito prazer essa iniciativa do hospital e a articulação que teve com a nossa central de transplantes e a nossa central que cuida da Rede Mãe Paranaense”.

Desde 2011, os transplantes hepáticos infantis no Estado vinham sendo realizados no Hospital Pequeno Príncipe. E a superintendente do HC, Claudete Regiane, é quem fala sobre a importância da retomada dos procedimentos no HC.

“Todos ganhamos, a sociedade e as pessoas que aqui são formadas: mais uma especialidade que a gente coloca profissionais para o aprendizado. Nós temos duas funções: atender a população e formar profissionais da área de saúde”, explicou.

O governo do Paraná também tem uma parceria com a Sociedade Paranaense de Pediatria para a distribuição de materiais educativos e a divulgação dos protocolos de encaminhamento a transplantes nas Regionais de Saúde e nos centros de atendimento do Estado.

A Secretaria de Saúde promove ainda o Alerta Amarelo – iniciativa da Rede Mãe Paranaense e do Sistema Estadual de Transplantes que busca diagnosticar precocemente a atresia de vias biliares. Com isso, a criança é encaminhada mais rápido ao serviço de saúde para receber o tratamento necessário.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="460273" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]