Idosos e imunossuprimidos devem receber reforço da vacina da Janssen

Idosos que receberam a vacina da Janssen, em Curitiba, devem receber uma dose de reforço do imunizante contra a Covid, s..

William Bittar - CBN Curitiba - 06 de setembro de 2021, 12:53

Foto: Américo Antonio/SESA
Foto: Américo Antonio/SESA

Idosos que receberam a vacina da Janssen, em Curitiba, devem receber uma dose de reforço do imunizante contra a Covid, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A dose extra foi recomendada pela fabricante da vacina Johnson & Johnson em um comunicado divulgado no mês de agosto, após estudos que apontaram melhora no sistema imunológico das pessoas testadas.

A aplicação em idosos do imunizante, até então de dose única, foi autorizada emergencialmente em março deste ano, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em entrevista à CBN Curitiba, a secretária municipal de saúde, Márcia Huçulak, explicou que a dose de reforço, por enquanto, é recomendada para idosos e imunossuprimidos.

Apesar da previsão, a data de início da aplicação ainda não foi confirmada pela pasta que aguarda mais informações da Anvisa e do Ministério da Saúde.

 

Critérios para a dose de reforço da vacina contra a covid

 

Recentemente, o Ministério da Saúde informou que os idosos também devem receber uma dose de reforço da vacina contra a Covid-19 a partir do dia 15 de setembro.

A dose de reforço para imunossuprimidos é orientada, a princípio, para pessoas que tomaram a segunda dose (ou dose única) há pelo menos 28 dias. A dose também é indicada para idosos, acima de 70 anos, que completaram o ciclo vacinal há 6 meses.

Márcia Huçulak disse que a aplicação da terceira dose foi iniciada em idosos em instituições de longa permanência.

Até o último sábado (4), 2.063 idosos de 60 anos ou mais das instituições de longa permanência e idosos acamados acima de 70 anos haviam recebido a dose de reforço da vacina.