Igrejas e templos devem suspender eventos presenciais, diz Sesa

Redação

igrejas, templos, coronavírus

Em uma nova resolução, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) reafirmou que igrejas e templos religiosos devem suspender eventos presenciais. A medida é válida para os 134 municípios que passam pela “quarentena mais rigorosa” determinada para frear o contágio pelo coronavírus nas sete regionais com as taxas de incidência mais altas.

As orientações da secretaria estadual da Saúde valem, portanto, para as regiões de Cascavel, Cianorte, Cornélio Procópio, Região Metropolitana de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu e Toledo. A resolução 846/2020 foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (02).

De acordo com a Sesa, todas as igrejas e templos localizados nos 134 municípios em quarentena devem se abster de eventos religiosos presenciais. Eles devem se restringir às versões virtuais.

“São medidas necessárias e importantes neste momento em que existe uma curva mais ascendente de casos”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. Segundo ele, o Governo do Estado tem investido em várias frentes de combate, como leitos, equipamentos e contratação de profissionais, mas é necessário ampliar o distanciamento e isolamento social.

“Com a chegada do primeiro final de semana, após o decreto do Governo do Estado, ressaltamos que a conscientização da população para as regras de distanciamento será fundamental”, afirmou Beto Preto.

“Precisamos restringir agora, é essencial que as pessoas fiquem em casa para que o Paraná não sofra um colapso nos próximos dias tanto no número de casos, falta de insumos, leitos ocupados e de óbitos”, acrescentou.

Para as igrejas e templos localizados nas demais regiões do Paraná, a resolução orienta para as medidas sanitárias já estabelecidas anteriormente pela Secretaria, com indicações para a preservação do afastamento físico entre as pessoas, além da exigência para uso de máscaras e higienização das mãos com álcool 70%.

Previous ArticleNext Article