IIPR aumenta número de agendamentos para identidade no Paraná

Mariana Ohde


Com a formação de mais de 40 papiloscopistas, o Instituto de Identificação do Paraná (IIPR) reforçará o atendimento em oito cidades do Paraná e dobrará o número de vagas de agendamento para a confecção de Carteiras de Identidade na capital a partir da próxima semana.

Na capital o número de agendamentos online passará de 208 para 415. No interior, as cidades de Foz do Iguaçu, Maringá, Londrina, Jacarezinho, Cascavel, Toledo e Terra Rocha ganharam reforços no atendimento.

Cianorte ganhou uma Sessão Regional de Identificação (SRI), que também trabalhará com agendamentos. Durante o agendamento o cidadão, pode escolher o horário, a data e o posto mais perto para o atendimento.

Aumento do número de pedidos

“Devido ao crescimento na procura para a emissão de documentos de identidade, o IIPR sentiu necessidade de ampliar o atendimento, como também está implementando novas medidas que estão em fase de teste, com o objetivo de sanar as dificuldades enfrentadas pela população”, ressaltou o vice-diretor do IIPR, Maurício Lopes.

O vice-diretor lembra ainda que cerca de 30% das pessoas que agendam, não comparecem no posto para a confecção do documento e solicita à população que faça esse cancelamento através do site do Instituto. “Com o cancelamento o solicitante abre uma vaga para quem está tentando e não consegue”, explica.

Hoje no Paraná os 399 municípios contam com postos do IIPR, sendo feitas em média duas mil carteiras por dia, totalizando quase 45 mil por mês.

Problemas

Nas últimas semanas, muitas pessoas tiveram dificuldades para fazer o documento em Curitiba. Além da demora, houve reclamações sobre o agendamento pelo site.

O administrador Sandro Marcos conta que está tentando agendamento para fazer o RG dos dois filhos dele, mas o site trava antes de finalizar o processo. Ele também tentou agendar pelo telefone, mas no final da ligação só aparece a mensagem de que todos os atendentes estão ocupados. “Isso vem acontecendo o dia inteiro”, desabafa.

Como não conseguia agendar por telefone e nem pela internet, ele tentou agendar pessoalmente e também não conseguiu.

“Minha esposa foi pessoalmente. Primeiro, ela foi no endereço que consta no site, chegou e foi informada que lá não existe mais atendimento. Então foi para outro posto no Portão. Chegou com nossos filhos para fazer a identidade, foi muito mal atendida e a resposta que a atendente deu foi que tem que ser agendado, não há atendimento sem agendamento. Mas não é possível agendar, nem pelo site, nem pelo telefone. [Ela respondeu] ‘você tem que ir tentando, é assim mesmo'”.

Segundo o vice-diretor do Instituto de Identificação, Mauricio Lopes, o problema na internet é pontual e deve estar relacionado a alguma atualização do sistema de navegação do usuário. Com relação ao problema no agendamento por telefone, ele acredita que até semana que vem ele deve estar normalizado.

“A demanda ainda é grande, mas a partir dessa semana, estão abertas as pautas com o dobro de atendimentos e isso vai facilitar bastante. O que acontece: nós tínhamos uma demanda bem sazonal em dezembro, janeiro, fevereiro e julho, por conta de férias escolares, matrículas escolares, viagens. Mas nós observamos que, depois de fevereiro, essa procura foi linear. Significa dizer que tanto órgãos públicos quanto privados estão pedindo a atualização da carteira de identidade e isso faz com que a demanda não baixe”, explica, justificando a demora e a necessidade de adaptações.

 Documentos necessários

Certidão de nascimento ou, se for o caso, certidão de casamento (original ou cópia autenticada), são essenciais e devem estar em bom estado de conservação, sem rasuras, rasgos e com todas as informações legíveis.

Idosos com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes e lactantes, pessoas com crianças de colo, obesos e portadores de necessidades especiais têm prioridade no atendimento e não precisam agendar, de acordo com os termos da Lei Federal 10.048/2000. Basta se dirigir em qualquer um oito postos da capital, das 8h às 16h.

(Com informações da AEN e BandNews)

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal