Itaipu vai dobrar o número de jovens atendidos pelo projeto Meninos do Lago

Fernando Garcel


Os projetos esportivos patrocinados pela Itaipu vão ser ampliados nos próximos meses, de acordo com o diretor-geral brasileiro Luiz Fernando Vianna. A empresa binacional anunciou que deve dobrar o número de jovens atletas que participam do Meninos do Lago, de canoagem, e aumentar o programa Jovens Atletas – Campeões do Futuro, de atletismo,nos próximos meses.

Atualmente, os programas atendem 120 jovens canoístas e outros 120 nas modalidades do atletismo. A ideia é que mais 120 vagas sejam abertas no Meninos do Lago e que outros 40 participem do Campeões do Futuro.

> Diretoria da Petrobras decide reduzir patrocínio esportivo

Além de aumentar o número de jovens no esporte, a diretoria também pretende dar oportunidade para alunos de escolas particulares no programa. Por outro lado, as escolas participantes vão ofertar bolsas escolares para alunos carentes. As tratativas para essa parceria já foram iniciadas e os coordenadores do programa vão se reunir com as escolas particulares da região.

Para Márcio Bortolini, da assistência da Diretoria Geral de Itaipu, essa será uma oportunidade para novos talentos ingressarem no Meninos do Lago, hoje reconhecido pelos bons resultados. “Antes o programa era ‘blindado’, estudantes de escolas particulares não poderiam participar”, resume. “Agora ele será mais aberto”.

A Secretaria de Esportes do município também se comprometeu a bancar 13 bolsas-atletas, com valores que variam de R$ 200 a R$ 600. Essas bolsas serão destinadas aos canoístas que se destacarem no projeto visando o Campeonato Mundial de Slalom Júnior e Sub-23, que serão disputados na Itália. Em relação ao Jovens Atletas – Campeões do Futuro, a Itaipu renovou por quatro anos o convênio, que possibilitou a abertura de novas vagas.

Como participar

Para se inscrever no projeto Meninos do Lago, o jovem precisa ter entre 9 e 17 anos e estar matriculado em escola da rede pública ou nas instituições particulares conveniadas com o projeto. É necessário entrar em contato com a Federação Paranaense de Canoagem (Fepacan) e respeitar o limite de vagas. A permanência no projeto depende da participação escolar: o canoísta não pode faltar às aulas, nem ser reprovado.

A participação no atletismo respeita às mesmas exigências escolares. A inscrição é feita diretamente no Ginásio Costa Cavalcanti, onde ocorrem os treinos, com o treinador Sérgio Muniz dos Santos, o Quick, em horário comercial. A inclusão no projeto também dependerá do número de vagas.

 

Previous ArticleNext Article