Justiça acata denuncia contra policial suspeito de matar homem durante futebol

O Juízo da Vara Criminal de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, acatou a denúncia oferecida pelo..

Andreza Rossini - 19 de agosto de 2016, 16:26

O Juízo da Vara Criminal de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, acatou a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná contra o policial militar do 22º Batalhão da Polícia Militar, que faz parte da equipe de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), por homicídio qualificado, mediate surpresa e fraude processual.

Ele é acusado de matar um homem durante uma partida de futebol, no dia 17 de julho. Dois homens começaram a discutir e segundo testemunhas, o policial militar – que também participava do jogo – sacou uma pistola e atirou contra um deles. O homem baleado morreu no local. De acordo com a PM, o suspeito estava de folga no dia do crime.

Depois do crime, o policial entregou na Delegacia de Polícia um revólver, afirmando ter apreendido a arma com a vítima, sustentando o argumento de legítima defesa. As investigações comprovaram que a arma não estava com a vítima.

Ao receber a denúncia, a Justiça determinou a conversão da prisão do acusado de temporária para preventiva, acatando pedido formulado pelo MP-PR. O policial está recolhido no Batalhão de Polícia de Guarda, em Piraquara, também na RMC.