Justiça anula denúncia contra policiais rodoviários federais acusados de facilitar contrabando

BandNews FM Curitiba


Uma decisão juiz federal Edilberto Barbosa Clementino, da 5ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, publicada na quinta-feira (21) anulou uma denúncia contra 17 policiais rodoviários federais acusados de facilitação de contrabando, entre outros crimes.

Na decisão, o juiz aponta que não há provas suficientes para dar continuidade ao processo, tornando a denúncia nula. A ação apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF-PR) havia sido recebida em junho de 2011.

Na época, os policiais rodoviários federais que trabalhavam em postos de fiscalização da BR-277 em Santa Terezinha de Itaipu, Medianeira e Céu Azul foram acusados de receber propina para liberar ônibus supostamente carregados de produtos contrabandeados. De acordo com a denúncia, interceptações telefônicas mostraram que entre 1998 e 1999, os agentes cobravam, em média, R$ 300 por ônibus em cada um dos postos. A negociação entre os motoristas e os policiais era feita por um casal de intermediadores, também réus na ação agora anulada.

Os policiais rodoviários federais são acusados de facilitação de contrabando e descaminho, corrupção ativa e passiva, concussão, peculato e tráfico de influência. Segundo a assessoria de imprensa da Justiça Federal, caso os crimes não estejam prescritos, o MPF pode recorrer da sentença.

Previous ArticleNext Article
Avatar
em 20 minutos tudo pode mudar