Justiça marca interrogatório de motociclista que atropelou três pessoas na Av. Batel, em Curitiba

William Bittar - CBN Curitiba

atropelamento batel, moto, 120 km/hora, atropela 3 pessoas batel, menina de 8 anos

Após um ano e três meses, a Justiça marcou a primeira audiência de instrução que apura o atropelamento de três pessoas, sendo uma delas uma menina de 8 anos, no bairro Batel, em Curitiba, no dia 07 de julho do ano passado.

Leonardo Magalhães Fonseca, 23 anos, vai falar pela primeira vez sobre a acusação. O interrogatório está previsto para o dia 22 de outubro, na Segunda Vara de Delitos de Trânsito de Curitiba.

Segundo um laudo pericial apresentado pela Polícia Civil pouco mais de um mês após o acidente, o acusado estava pilotando a moto do pai a 120km/h no momento em que atropelou as vítimas.

Na época, o delegado responsável pelas investigações, Anderson Franco, da Dedetran (Delegacia de Delitos de Trânsito), afirmou que a velocidade era três vezes acima do permitido na via.

Ainda segundo a Polícia Civil, Leonardo empinava a motocicleta no momento em que perdeu o controle e caiu, atingindo três pessoas.

As três vítimas foram: uma idosa, de 88 anos, que teve a perna ferida e recebeu alta no mesmo dia do acidente; uma mulher, de 39 anos, que ficou quase três semanas internada entre o Hospital do Trabalhador e o Hospital Cruz Vermelha; e uma menina de oito anos, que ficou 16 dias no Hospital Pequeno Príncipe, e chegou até a ser mantida em coma induzido logo após o acidente.

Na resposta à acusação do Ministério Público do Paraná, a defesa de Leonardo Fonseca disse que “se reserva o direito de se manifestar sobre o mérito após a audiência de instrução, na qual provará que a versão dada na denúncia não condiz com o dia dos fatos”.

Leonardo é réu por lesão corporal culposa e participação de disputa ou competição automobilística em via pública.

 

Previous ArticleNext Article