Litoral vai receber unidade do hospital Erasto Gaertner

Andreza Rossini


Uma extensão do Hospital Erasto Gaertner será aberta no litoral do Paraná. Centenas de pacientes devem fazer tratamento contra o câncer em Paranaguá.

O anúncio foi feito pelo secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, durante a primeira reunião de trabalho para a implantação da unidade.

O encontro contou com a presença do prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, e do superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago.

A ideia é implantar um ambulatório avançado com uma série de serviços de na área oncologia. Entre os procedimentos previstos estão consultas especializadas e de triagem, sessões de quimioterapia oral, acompanhamento pós-operatório, curativos, além de outros serviços de baixa e média complexidade.

Estima-se que metade da demanda do Litoral possa ser atendida na unidade de Paranaguá. “Isso reduzirá o sofrimento de muita gente que hoje precisa acordar de madrugada e pegar a estrada para fazer seu tratamento em Curitiba”, relatou Caputo Neto.

No interior

Em outubro do ano passado uma unidade do hospital foi aberta em Irati, no centro sul do Paraná. Ao todo, o governo estadual repassa R$ 2,4 milhões por ano em recursos de custeio para a manutenção dos serviços.

“A experiência de Irati é um sucesso. Os relatos são fantásticos e mostram que a descentralização dos serviços oncológicos tem contribuído muito para a melhoria da qualidade do tratamento dos pacientes. Por isso, a possibilidade de implantar uma segunda unidade avançada é algo fantástico”, declara o superintendente do Erasto, Adriano Lago.

Uma comitiva da prefeitura de Paranaguá deve ir à Irati nos próximos dias para conhecer a unidade avançada. “Queremos primeiro conhecer o trabalho realizado lá, verificar a estrutura necessária e como funciona o fluxo de atendimento. Depois, vamos avaliar qual prédio melhor se adequa às exigências sanitárias para abrigar um serviço deste porte em nossa cidade”, explica o prefeito Marcelo Roque.

Previous ArticleNext Article