Londrina registra o primeiro caso de dengue autóctone

Com informações da BandNews CuritibaO Paraná tem o primeiro caso confirmado de dengue no novo período epidemiológico e 3..

Andreza Rossini - 24 de agosto de 2016, 16:30

Com informações da BandNews Curitiba

O Paraná tem o primeiro caso confirmado de dengue no novo período epidemiológico e 355 notificações da doença. A primeira confirmação é de Londrina, no norte do estado e é autóctone, ou seja, a pessoa foi infectada dentro da cidade.

O último período da epidemia – contabilizado de agosto de 2015 a julho de 2016, registrou o número recorde de 56.351 casos no Paraná. A cidade que mais enfrentou ocorrências foi Paranaguá, no litoral do estado, responsável por 15.779 confirmações da doença – 28% de todos os registros de dengue no estado.

Imunização

A vacinação acontece em 28 cidades paranaenses, com população entre 15 e 27 anos de idade. Em outras duas, o público é de 9 a 44 anos. São necessárias três doses, com intervalo de seis meses para as aplicações. A primeira, em agosto de 2016, a segunda, em fevereiro de 2017 e a terceira em agosto de 2017.

Mesmo com epidemia, Paranaguá tem baixa adesão à vacina da dengue

De acordo com o diretor geral da Sanofi Pasteur no Brasil, Hubert Guarino, a vacina é segura e protege contra os quatro tipos de vírus circulantes da dengue no país.

“Foram mais de 20 anos de estudos para se chegar a esta vacina, que tem eficácia global de 66%. Hoje podemos finalmente dizer que a dengue entra no rol de doenças preveníveis”, afirmou ele, que também destacou o pioneirismo do Paraná em garantir o acesso da população a inovações tecnológicas na área da saúde.