Primeira cidade a vacinar crianças, Londrina tem procura abaixo do esperado

As vagas abertas para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade não estão sendo preenchidas, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde.

Redação - 23 de janeiro de 2022, 10:50

Danilo Avanci/Sesa
Danilo Avanci/Sesa

A primeira semana de vacinação contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos teve procura abaixo do esperado em Londrina, no norte do Paraná.

O município foi o primeiro a aplicar os imunizantes, em uma cerimônia simbólica realizada em 15 de janeiro, sábado passado, um dia após as doses chegarem ao estado.

Ao todo, é esperada a vacinação de 40 mil crianças de cinco a 11 anos.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, na primeira semana de vacinação, a procura foi menor do que o número de vagas disponíveis.

Com uma demanda menor do que a capacidade de aplicação, a prefeitura aumentou o público-alvo de vacinação e convocou crianças a partir de 10 anos sem comorbidades.

Dados da pasta municipal indicam que, até sábado (22), mais de 16 mil cadastros foram realizados, mas apenas 1.000 doses foram aplicadas.

No primeiro dia de campanha, houve uma procura 66% abaixo do esperado. Das 1.200 vagas abertas, apenas 400 foram preenchidas.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, com a proximidade da volta às aulas, a procura dos pais e responsáveis deve aumentar.