Lotados, hospitais privados de Curitiba e Ponta Grossa suspendem atendimentos

Redação

hospitais privados curitiba ponta grossa covid-19

Dois hospitais privados – a Santa Casa de Ponta Grossa e o INC (Instituto de Neurologia e Cardiologia), de Curitiba – suspenderam atendimentos por estarem lotados devido à alta demanda da covid-19.

O Instituto de Curitiba afirma que passou a atender apenas pacientes com emergências neurológicas ou cardíacas. “Passamos do limite da nossa capacidade instalada de leitos. Sendo assim, o pronto-atendimento (PA) do Hospital INC estará restrito somente a atendimentos de emergências neurológicas e cardiológicas no momento”, afirma o INC em comunicado.

O fechamento do pronto-atendimento já foi tomado em outros três hospitais particulares de Curitiba – Marcelino Champagnat, Nossa Senhora das Graças e São Vicente Centro. Neste final de semana, um vídeo ainda mostrou a movimentação intensa de ambulâncias em frente ao Hospital de Clínicas.


Já em Ponta Grossa, a Santa Casa havia informado no sábado (13) que chegou ao limite de ocupação dos leitos. Conforme o portal ARede, a instituição pediu ao Samu, CCR, Siate e demais órgãos para que levassem pacientes a outros hospitais já que tinha quatro pessoas na fila de espera para internação.

Na semana passada, o diretor técnico médico do Hospital Santa Casa, Rogerio Santos Clement, já tinha alertado para a situação caótica vivida. “Quem ficar doente em nossa região, passa a entrar em risco de morte. Por qualquer doença, porque nossa capacidade está no limite”, disse ele.

HOSPITAIS EM CURITIBA E PONTA GROSSA SOFREM DIANTE CENÁRIO CAÓTICO DE COVID-19

O painel da transparência atualizado diariamente pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) aponta o momento de colapso iminente nos hospitais de Curitiba e Ponta Grossa.

Hospitais de Curitiba que têm leitos de UTI da rede pública. A tabela mostra a quantidade de vagas existentes e quantas estão ocupadas, seguido pela taxa de ocupação, (Reprodução)

Já em Ponta Grossa, apenas o Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Dos 40 leitos de UTI existentes, resta apenas um livre. Ou seja, a ocupação está em 98%.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="751314" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]