Lutador é preso suspeito de cortar orelhas de pitbulls no Paraná

Vinicius Cordeiro e Francielly Azevedo


Um lutador de jiu-jitsu foi preso na manhã desta segunda-feira (23), em Paranaguá, no litoral do Paraná, por ser suspeito cortar orelhas de pitbulls. De acordo com a PCPR (Polícia Civil do Paraná), o homem se passava por médico-veterinário e foi detido em flagrante com um cão anestesiado.

O pitbull estava pronto para passar por uma cirurgia, mas os policiais impediram a ação. “Nós recebemos uma denúncia anônima de que um falso médico veterinário iria mutilar um filho de pitbull, iniciamos as diligências e chegamos ao local minutos antes dele cortar a orelha. Quando nós entramos no local, encontramos o animal anestesiado “, conta o delegado Matheus Laiola, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

Desde 2013 é proibido cortar as orelhas de animais para fins estéticos. A prática é caracterizada como maus-tratos. O corte só é autorizado quando o animal precisa retirar o membro por motivos de saúde.

Além do cachorro resgatado, também foram apreendidos diversos materiais cirúrgicos. Contudo, nenhum equipamento estava esterilizado e adequado para uma operação médica. “Encontramos vários apetrechos para cirurgia, inclusive alguns equipamentos enferrujados”, relata o delegado.

O delegado conta que ainda não se sabe há quanto tempo o falso veterinário fazia as cirurgias. O próximo passo da investigação é descobrir quantos animais já foram alvo do suspeito. “Quando chegamos ao local ele disse que era a primeira vez que estava fazendo isso, mas isso todo mundo fala. Quando pega com drogas, quando pega roubado, sempre dizem que é a primeira vez, por isso não acreditamos nele”, afirma.

A Polícia também procura pelo dono do animal. “Se o dono levou lá, é porque ele sabia o que iria acontecer. Vamos atrás do dono para que ele seja responsabilizado”, conta.

Previous ArticleNext Article