Cinco macacos com febre amarela são encontrados na Lapa, na região de Curitiba

Redação

febre amarelFebre amarela foi registrada em 43 municípios do Paraná desde janeiroa, morte, mortes, macaco, macacos, paraná, sesa, secretaria estadual da saúde, vacina

Cinco macacos infectados com o vírus da febre amarela foram encontrados mortos na região metropolitana de Curitiba. Conforme a Prefeitura da Lapa, os macacos bugios foram encontrados em duas regiões. Não há casos de registrados em humanos no Paraná.

Três animais foram encontrados infectados com o vírus da febre amarela na colônia São Carlos. Outros dois primatas nestas condições foram identificados na colônica Johanesdorf.

De acordo com a Prefeitura da Lapa, as confirmações foram possíveis após a coleta de sangue das carcaças dos macacos mortos. As amostras foram analisadas pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná).

“Nós chamamos o macaco de ‘sentinela’. Assim, ele avisa que alguma coisa está errada em uma determinada região”, explica a coordenadora da divisão de vigilância em saúde da Lapa, Juliane do Vale.

“Portanto, quando encontramos alguma animal morto, nós encaminhados para análise laboratorial para saber se ele estava infectado com o vírus, ou não. Por isso, é ele quem avisa caso alguma coisa esteja errada”, completou.

APESAR DOS MACACOS MORTOS, NÃO HÁ CASOS DE FEBRE AMARELA EM HUMANOS

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde da Lapa, na região metropolitana de Curitiba, são casos de febre amarela silvestre.

Assim como os humanos, os macacos podem contrair a doença pela picada do mosquito Haemagogus. Esse tipo de mosquito costuma ficar na copa de árvores altas em regiões de mata fechada.

Não há casos de febre amarela em humanos no Paraná. A única forma de se prevenir da doença é por meio da vacina. A imunização é disponibilizada gratuitamente na rede pública para pessoas com idades entre 9 meses e 59 anos.

Quem encontrar macacos mortos na Lapa, região metropolitana de Curitiba, pode acionar as autoridades da saúde por meio do telefone: (41) 3547-5068.

*Com informações da BandNews FM Curitiba

Previous ArticleNext Article