Mais de duas mil obras estão paradas no Paraná

Mariana Ohde


Mais de duas mil obras públicas estão paradas no Paraná, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR). O levantamento reúne obras iniciadas desde 2002. Em todo o estado, são 2.052 obras paralisadas em 314 municípios paranaenses. O custo total de todas essas obras chega a quase R$ 2 bilhões.

O diretor de fiscalização de obras públicas do TCE-PR, Luiz Henrique Barbosa, explica que há vários motivos que levam essas obras a serem interrompidas. “Pode ser por abandono da empreiteira, pode ser por falta de recursos, de repasses de recursos de convênio, por alterações de projeto, porque houve alguma falha técnica na elaboração do projeto Tem ‘n’ motivos. Não necessariamente uma obra parada é sinal de irregularidade”, explica.

O tribunal também divulga quais obras já foram concluídas e quais estão em andamento em cada município. No site do TCE-PR também é especificado de onde vieram os recursos e qual o custo previsto para a obra, qual a data prevista para a conclusão e detalhes sobre a paralisação do projeto. O órgão divulga as informações repassadas pelas prefeituras e autarquias. “É importante frisar que não é o Tribunal de Contas do Estado que diz que a obra está paralisada. Quem informa a paralisação das obras são os municípios, as entidades, que prestam contas ao tribunal”, afirma.

Os dados devem ser atualizados todo mês. No entanto, vários municípios enviam as informações com mais de um ano de atraso. Além da média anual de duas mil obras paradas, o tribunal também recebe cerca de três mil registros de novos projetos por ano. Sem condições de fiscalizar todas essas obras em todo o estado, o órgão seleciona algumas que devem ser auditadas pelo tribunal. “Dentro do nosso plano anual de fiscalização, nós fazemos as proposições, dentro de alguns critérios de relevância, de materialidade. Então a gente define um universo de obras a serem auditadas pela nossa diretoria”, explica.

Confira os dados no site do TCE-PR.

 

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal