Apoiadores de Bolsonaro contrariam decisão judicial e fazem protesto com pauta difusa

Redação

carreata, manifestação, bolsonaro, jair bolsonaro, stf, lula, mandado de segurança, covid, covid-19, coronavírus

Apesar de uma decisão judicial proibir manifestações em frente a prédios públicos de Curitiba, um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de uma carreata na tarde deste domingo (14).

A pauta do protesto foi ampla: desde críticas às medidas de restrição de circulação da população a pedidos autoritários e antidemocráticos, em defesa da intervenção militar e pelo fechamento do STF (Supremo Tribunal Federal).

A polícia não interviu.

Convocados pelas redes sociais, os manifestantes reuniram dezenas de carros, com bandeiras e balões nas cores verde e amarela, pela Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico.

Durante a tarde, manifestantes que defendiam pautas diferentes se desentenderam. Parte dos críticos pedia que o protesto não defendesse a ditadura militar, mas foi repreendida pelos apoiadores do AI-5.

Com um caminhão de som, o grupo que convocou a manifestação afirmou que a razão da carretada era a decisão do STF que retirou da 13ª Vara Federal de Curitiba os processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Diante das ameaças de invasões a prédios públicos, a Prefeitura de Curitiba recorreu à Justiça. Um mandado de segurança contra as manifestações vale até o término do lockdown, no dia 21 de março de 2021.

A manifestação foi encerrada no final da tarde.

carreata, manifestação, bolsonaro, jair bolsonaro, stf, lula, mandado de segurança, covid, covid-19, coronavírus, sem máscara
Com 98% das UTIs ocupadas em Curitiba, manifestantes foram flagrados aglomerados e sem máscara (Geraldo Buniak/AGB)

Previous ArticleNext Article