Manifestação neste sábado em Curitiba pede justiça no caso Mari Ferrer

Redação


Um ato público em protesto ao caso Mari Ferrer deve reunir centenas de manifestantes na tarde deste sábado (7), no Centro de Curitiba. Organizado pelas redes sociais, a manifestação cobra justiça contra a cultura do estupro, após denúncia feita pela influenciadora digital contra um empresário, que acabou inocentado pela justiça de Santa Catarina sob alegação de “estupro culposo”.

De acordo com a organização do evento, a manifestação acontece às 14h na Praça Santos Andrade. Até as 11h, 659 pessoas haviam confirmado presença no ato. Outras 1.300 confirmaram interesse em participar.

Os organizadores ressaltam para a necessidade de se respeitar os protocolos sanitários para o combate à covid-19, como o distanciamento social, uso de máscara e de álcool em gel.

O caso envolvendo Mari Ferrer ganhou repercussão nacional e até internacional na última terça-feira (3), após trechos da audiência por videoconferência serem publicados pelo site The Intercept. Nas imagens, o advogado do empresário André de Camargo Aranha, Cláudio Gastão da Rosa Filho, aparece humilhando Mariana, e expondo fotos sensuais dela sem conexão alguma com o caso.

O Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Santa Catarina oficiou o advogado por sua conduta durante a audiência. 

O juiz do caso, Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis, que em momento algum interrompe as agressões verbais do advogado e inocentou o acusado de estupro, também tem sua conduta apurada, através de um procedimento disciplinar aberto pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

“ESTUPRO CULPOSO” REPERCUTE NAS REDES SOCIAIS

A partir do vazamento das imagens audiência via videoconferência, o caso gerou ampla repercussão e revolta nas redes sociais, com as hashtags #justiçapormariferrer e #estuproculposo entre as mais utilizadas na semana.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes também comentou as imagens, e as classificou como estarrecedoras.

Além do ato em Curitiba, outras manifestações foram convocadas no país neste sábado, como em Florianópolis, Foz do Iguaçu e Belo Horizonte.

Previous ArticleNext Article