Caso Tatiane Spitzner: Manvailer alega nulidades em júri e pede novo julgamento

Vinicius Cordeiro

manvailer tatiane spitzner júri popular guarapuava julgamento

A defesa do biólogo Luis Felipe Manvailer, condenado a 32 anos pela morte de Tatiane Spitzner, entrou com um pedido na Justiça do Paraná para que um novo julgamento do caso seja realizado. Os advogados apontam irregularidades no júri popular que durou sete dias durante o mês de maio e foi realizado em Guarapuava, na região central do estado onde a advogada foi encontrada morta em julho de 2018.

Entre as contestações estão irregularidades no sorteio dos jurados, o indeferimento, por parte do juiz, na acareação de testemunhas no plenário e a exibição de um vídeo de testemunha da acusação prestado em fase anterior no processo. Além disso, a defesa de Manvailer ainda aponta que foram infringidas as normas da redação dos quesitos que foram submetidos a julgamento e que não há garantia da incomunicabilidade dos jurados.

“A defesa de Luís Felipe Santos Manvailer, declara que o recurso de apelação interposto da sentença proferida pelo Tribunal do Júri de Guarapuava/PR trouxe em suas razões, fundamentos que reforçaram tanto a necessidade de o julgamento ter sido desaforado para outra Comarca, quanto a ocorrência de diversas violações ao Código de Processo Penal, não havendo outra possibilidade que não seja a submissão do Recorrente a um novo julgamento popular”, diz a nota divulgada pelos advogados Claudio Dalledone e Adriano Bretas. 

De acordo com a parte, também foi requerido que seja determinado ao IML (Instituto Médico Legal) uma “remessa de laudos que, segundo os depoimentos supracitados, também provam não ter havido um homicídio, mas que por razões obscuras até o presente momento, nunca foram encaminhados ao processo”.

Antes dos desembargadores do TJ-PR analisarem o pedido, o Ministério Público e a assistência de acusação devem se manifestar.

No júri popular realizado em Guarapuava, Manvailer foi considerado culpado pelos crimes de homicídio – com qualificadores de feminicídio, meio cruel e motivo fútil – e fraude processual. A pena definida foi de 31 anos, nove meses e 18 dias de prisão em regime fechado, a qual ele cumpre na Penitenciária Industrial de Guarapuava.

RELEMBRE A MORTE DE TATIANE SPITZNER: CASO CHOCOU O BRASIL EM 2018

A advogada Tatiane Spitzner foi encontrada morta no dia 22 de julho de 2018 após cair do 4° andar, no apartamento do prédio onde morava com o marido, Luis Felipe Manvailer, no centro de Guarapuava. Na época, a polícia foi chamada por vizinhos porque “uma mulher teria saltado ou sido jogada”.

Chegando no local, os agentes encontraram sangue do lado de fora do prédio. Imediatamente, subiram até o apartamento onde o casal morava e encontraram a advogada já sem vida. Porém, seu marido não estava na residência.

Manvailer foi preso horas depois na BR-277, em São Miguel do Iguaçu, na região oeste do Paraná, depois de se envolver em um acidente. Na época, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o homem estava desnorteado.

IMAGENS, LAUDOS E RELAÇÃO ENTRE SPITZNER E MANVAILER

Segundo o laudo do IML (Instituto Médico Legal) de Guarapuava, Tatiane Spirtzner morreu por asfixia mecânica após esganadura. Já outros dois laudos da Polícia Científica apontaram que não houve impulso antes da queda da advogada e existia ranhuras semelhantes ao esmalte vermelho que Tatiane usava na borda da sacada do apartamento.

Parentes próximos de Tatiane Spitzner afirmaram que Tatiane Spitzner queria o divórcio de Luis Felipe Manvailer. O pai dela, Jorge Spitzner, relatou que presenciou atitudes agressivas do biólogo com a advogada. O MP (Ministério Público) aponta que o casal tinha um relacionamento abusivo.

Imagens de câmera de segurança do prédio em Guarapuava foram solicitadas para a investigação e revelaram que o acusado desferiu golpes contra a própria mulher ainda no carro, antes de entrarem no condomínio.

Outra imagem revela Manvailer limpando vestígios de sangue de Tatiane, no elevador, após recolher o corpo dela do lado de fora do prédio.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="778603" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]