Maringá confirma primeira morte por dengue deste ano

Redação e Metro Jornal Maringá

Homem na faixa etária dos 40 anos faleceu na UTI este mês. Há uma nova morte por suspeita da doença; cidade tem 108 casos

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou a primeira morte por dengue em Maringá. A vítima é um homem na faixa etária de 40 a 45 anos que faleceu na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do
Hospital Municipal no início do mês.

Secretário de Saúde, Jair Biatto disse que o paciente procurou uma Unidade de Pronto Atendimento e foi internado no Municipal. “Foram feitos todos os atendimentos necessários.”

A vítima tinha úlcera gástrica e suspeita de asma ou de alguma doença pulmonar, quadro que pode ter contribuído para a dengue se agravar. Os exames mostraram que o homem tinha o vírus tipo 2 da dengue, que voltou a circular este ano. Ele era morador do Jardim São Silvestre, bairro com alto índice de infestação do Aedes aegypti. A média na cidade é de 4,2%, considerada de alto risco.

O secretário diz que a confirmação da primeira morte na cidade não muda a rotina de combate à dengue. “Fizemos fumacê e já havíamos mudado a forma de fazer as visitas nas casas dos moradores à procura de larvas do mosquito, intensificando as ações nas áreas de maior risco”. A cidade tem 108 casos da doença e 1,6 mil suspeitos.

Em investigação

Eram duas suspeitas de morte por dengue em investigação, sendo que apenas uma se confirmou. Biatto informa, porém, que há uma nova morte suspeita por dengue. A paciente é uma mulher, com cerca de 40 anos, que faleceu nos últimos dias. Os exames que vão confirmar ou descartar a doença ficarão prontos até semana que vem.

Previous ArticleNext Article