Maringá não vai receber pacientes de cidades que não aderiram restrições, diz prefeito

Redação

Ulisses Maia afirma que Hospital Paraná em Maringá ficou sem oxigênio nesta terça-feira

Neste domingo (28), o prefeito de Maringá, na região norte do Paraná, Ulisses Maia, afirmou que o município não vai receber pacientes de cidades do Paraná que não aderiram às restrições publicadas no decreto 6.983/2021.

Além disso, Maia disse que está organizando barreiras sanitárias na entrada da cidade. Em seguida, afirmou que ambulâncias de Cianorte e Mandaguari não estão autorizadas a entrar em Maringá.

“Cidades em que os prefeitos não estão respeitando o decreto do governo estadual, deixando tudo funcionar normalmente, não poderão buscar atendimento médico em Maringá para tratar pacientes com o vírus. Que toda região tenha consciência que o momento requer união na prevenção para vencermos juntos o mais rápido possível. Conto com todos”, afirmou em rede social.

Ontem, a Vigilância Sanitária de Maringá notificou o Hospital Bom Samaritano por ter realizado uma cirurgia estética no último sábado (27). O procedimento é considerado uma cirurgia eletiva, ou seja, não emergencial, e está proibido pelo decreto lançado pelo governo do estado na sexta-feira (26).

E ainda segundo decreto municipal 585/2021, a notificação pode se transformar em multa no valor de R$10 mil, a ser aplicada às pessoas jurídicas que descumprirem as medidas de enfrentamento.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="748393" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]