Maringá decreta toque de recolher e multa pelo não uso de máscaras

Jorge de Sousa

maringá decreto prefeitura ônibus

A Prefeitura de Maringá anunciou nesta segunda-feira (18) que irá retomar o toque de recolher na cidade e irá estabelecer multa pelo não uso de máscaras.

O toque de recolher será válido das 23 horas às 5 horas e os infratores terão que pagar multa de R$ 200 e ainda podem ser processados criminalmente.

Servidores da saúde e segurança e demais profissionais de serviços essenciais não irão sofrer com sanções.

Também não será permitido que bares e restaurantes posicionem mesas e cadeiras nas calçadas, além de promoverem música ao vivo.

O consumo de bebidas na frente de mercados, distribuidoras de bebidas, postos de combustíveis e lojas de conveniência também está proibido.

Já a não utilização de máscaras irá render multas entre R$ 533 e R$ 10,5 mil, podendo dobrar o valor da penalização em caso de reincidência do crime. Caso uma empresa seja autuada em mais de uma vez é possível a suspensão por 15 dias do local pelo poder público.

Segundo boletim divulgado nesta segunda-feira pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), Maringá apresenta 92 casos confirmados e seis óbitos pelo novo coronavírus (Covid-19).

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD), realizou uma live em suas redes sociais nesta segunda-feira e justificou as medidas de enfrentamento ao coronavírus.

“Nós tivemos problemas com bares nesse final de semana. Chegamos a conclusão de que não bastava só as multas. Com esse decreto temos novamente o toque de recolher, por vermos uma quantidade grande de pessoas nas ruas sem necessidade. Não vamos esperar que esses números aumentem”, pontuou Maia.

Previous ArticleNext Article