Maringá veta bares com atendimento à noite e ônibus com passageiros de pé

Jorge de Sousa

Maringá decreto coronavírus covid-19

Com o objetivo de diminuir o crescimento dos casos do novo coronavírus (Covid-19) a Prefeitura de Maringá emitiu um decreto nesta terça-feira (16) com medidas mais restritivas à circulação de pessoas.

Dentre essas medidas estão a proibição de abertura de bares após às 15 horas, multa de R$ 10 mil para proprietários e organizadores de festas e também para donos de canchas e quadras de esportes que abrigarem eventos esportivos, horário limite de 22h30 para serviços de delivery de alimentos e proibição de passageiros de pé em ônibus.

“As medidas buscam aumentar a taxa de isolamento e evitar aglomerações como recursos essenciais no combate ao vírus. Permanecem as recomendações para uso de máscara, distanciamento entre as pessoas e higienização das mãos. Não há margem segura de prevenção fora desses protocolos”, explicou o prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

O decreto tem validade de sete dias e começa a ser aplicado nesta quinta-feira (18). Vale lembrar que a bares e restaurantes de Maringá já haviam sido fechados em 20 de março, ficando por 52 dias sem prestar atendimento.

Maringá registrou novos 45 casos de coronavírus nas últimas 24 horas, passando para 895 ocorrências totais da doença. Desde o início da pandemia, 11 pessoas morreram pela Covid-19 na cidade.

“No momento, a situação exige medidas pontuais e permanece o rígido monitoramento de aglomerações e taxas. Se necessário, vamos ser mais rigorosos”, pontuou o secretário de Saúde, Jair Biatto.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="704380" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]