Após tragédia em Capitólio (MG), Marinha orienta cautela em passeios nas Cataratas

Redação

cataratas, cataratas do iguaçu, foz do iguaçu, parque nacional do iguaçu, passeio, barco, prevenção, cautela, marinha, marinha do brasil, capitólio, minas gerais, furnas, lago de furnas

A Marinha do Brasil emitiu uma orientação para suspender os passeios de barco nas Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, até que laudos geológicos comprovem a segurança das atividades.

A orientação foi emitida dois dias após a tragédia em Capitólio, em Minas Gerais, na qual o deslizamento de pedras causou a morte de 10 pessoas no Lago de Furnas, um dos principais pontos turísticos do estado.

De acordo com a Marinha do Brasil, caso os passeios nas Cataratas do Iguaçu sejam mantidos, é recomendado que os barcos respeitem uma distância maior do que a habitual nas quedas de água e encostas geológicas.

Uma reunião realizada nesta segunda-feira (10), o Parque Nacional do Iguaçu convenceu a autoridade das Forças Armadas de que os passeios são seguros e podem ser mantidos normalmente.

Em nota, o Parque informou que realiza periodicamente monitoramento das encostas das Cataratas do Iguaçu, sempre que considerado necessário ou por recomendação dos especialistas que orientam a gestão.

O Parque informou ainda que aguarda mais informações da Marinha do Brasil para apresentar todas as documentações e laudos que atestam a segurança das atividades turísticas no Rio Iguaçu.

A queda do paredão de rocha no sábado (8), em Capitólio, Minas Gerais, causou a morte de 10 pessoas. Conforme a Marinha, as causas do acidente ainda são investigadas.

*Com informações da BandNews FM

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="816425" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]