Massa de ar polar ‘excepcional’ deve causar neve no Sul na semana que vem

Redação

frio massa ar polar neve brasil

O frio registrado no Sul do país nas últimas semanas deve ser menor do que está por vir. Uma massa de ar polar com grande intensidade chegará ao Brasil, atingindo com força até mesmo os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, na semana que vem e deve ser uma das mais fortes deste século, causando neve em algumas regiões.

Segundo o MetSul Meteorologia, as temperaturas devem ser tão amenas que parte do território nacional pode ficar “sob um cenário de clima propício a eventos de frio extremo”. A expectativa é que esse ar polar ingresse no país entre terça (27) e quarta-feira (28) e dure até o outro sábado, fazendo com que os termômetros registrem -5ºC e -6ºC no Sul do Brasil. Com isso, a expectativa é que isso se assemelhe com o frio de julho de 2000 e de julho de 2007, por exemplo.

“Modelos numéricos analisados pela MetSul Meteorologia vem indicando de forma sistemática que será uma erupção de ar gelado muito intensa, mais forte que a de junho e a desta semana, e em alguns momentos chegam a sinalizar uma onda polar de excepcional força com magnitude raramente vista na história recente”, aponta o site especializado.

Apesar da intensidade chamar a atenção dos especialistas, ainda há lacunas em abertos para ter certeza do alcance desse ar gelado para a possibilidade de neve, por exemplo.

Segundo o MetSul Meteorologia, a concentração de nuvens em algumas regiões pode fazer com que algumas cidades de maior altitude tenham temperatura abaixo de zero o dia todo com máximas negativas. As mínimas pode ser igualmente atipicamente baixas com registros raros de até 10ºC negativos ou até mais frio em áreas de maior altitude do Sul do Brasil.

O modelo canadense usado pelos especialistas aponta que, nas áreas de maior altitude, a sensação térmica pode ser de -10ºC a -20ºC. Baseado nessas previsões, o alto do Morro da Igreja, em Santa Catarina, a 1.800 metros de altitude, a sensação térmica pode ficar entre -20ºC e -25ºC.

Esse mesmo modelo aponta que a neve deve ser presente nos estados de Santa Catarina e no Paraná.

“A probabilidade de nevar nas áreas de maior altitude do Sul do Brasil com base nos dados de hoje é muitíssimo alta. A cinco dias do começo do evento de frio, projeções de neve estão, contudo, sujeitas a enormes mudanças e o que se esboça nesta sexta-feira está longe de ser definitivo”, completa.

Ainda segundo a plataforma, temperaturas negativas são perigosas e podem causar até congelamento da pele e do tecido inferior (frostbite) de partes expostas do corpo como dedos.

Diante desse cenário, o MetSul apela que as autoridades locais deverão reforçar proteção à população vulnerável socialmente para evitar casos de hipotermia e morte em pessoas desabrigadas.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="777636" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]