Massa de ar polar derruba temperaturas no Paraná nesta terça

A temperatura mais baixa registrada nesta manhã foi em General Carneiro, no extremo Sul paranaense: 0,5º C, segundo o Simepar.

Redação - 17 de maio de 2022, 08:54

Foto: Valdelino Pontes
Foto: Valdelino Pontes

A chegada de uma massa de ar polar derrubou as temperaturas no Paraná nesta terça-feira (17). Várias cidades registraram mínimas próximas de zero grau, no amanhecer mais frio do ano, de acordo com o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná).

A temperatura mais baixa registrada nesta manhã foi em General Carneiro, no extremo Sul paranaense: 0,5º C.

Entre as cidades que registraram temperatura mínima na casa de um grau estão Guarapuava (1,5º C), Telêmaco Borba (1,6ºC), Inácio Martins (1,7ºC), Ponta Grossa (1,8ºC), Palmas (1,8ºC) e Campo Mourão (1,9ºC).

Em Curitiba, a temperatura mínima registrada foi de 4,8°C no início do dia, ainda conforme o levantamento do Simepar. Segundo o órgão, o vento intenso dará a sensação de temperaturas ainda mais baixas do que as registradas nos termômetros.

Apesar de previsão de tempo aberto para a maioria do estado, as temperaturas devem se manter mais baixas ao longo do dia. Na Capital, a máxima prevista é de 13ºC. Em Londrina e Maringá, no Norte do estado, os termômetros não passam dos 15ºC, mesma temperatura máxima prevista para Foz do Iguaçu, no extremo Oeste. Em Cascavel, a máxima chega aos 12ºC.

FORMAÇÃO DE GEADAS

O Simepar emitiu um alerta para a formação de geadas a partir desta terça-feira (17) no Paraná. As geadas variam de intensidade fraca a moderada de acordo com a região, exceto no Litoral. Também há possibilidade de geada negra, fenômeno que prejudica a agricultura.

Com o fenômeno, na cafeicultura recomenda-se o enterrio de mudas. Hortaliças, leguminosas, árvores frutíferas tropicais recém-plantadas e demais culturas sensíveis devem ser protegidas com aquecimento, irrigação ou cobertura, enquanto granjas de aves e suínos precisam ser aquecidas.

A previsão de geadas no Paraná é elaborada pelos meteorologistas do Simepar e apresentada na forma de mapas e textos, os quais descrevem a ocorrência e a intensidade prevista deste fenômeno para todas as regiões do estado. Os informes são feitos com antecedência de 24, 48 e 72 horas.