Matadores de aluguel são presos no Paraná suspeitos por 8 assassinatos desde 2014

Redação

matadores aluguel paraná assassinatos

Dois homens que atuavam como ‘matadores de aluguel’ no Paraná foram presos em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba, nesta segunda-feira (18). Segundo a PCPR (Polícia Civil do Paraná), eles são irmãos, um tem 49 anos e o outro 30 anos, e suspeitos por pelo menos oito homicídios nos últimos seis anos.

Eles foram presos preventivamente pela morte de Ademir José dos Santos. Essa seria a nona morte causada pela dupla, já que o homem foi executado, aos 33 anos, com um tiro na cabeça no dia 8 de dezembro de 2013.

Conforme as informações da polícia, os matadores de aluguel foram até uma serraria, local onde a vítima trabalhava como vigia noturno, e atiraram na cabeça de Santos. A motivação do crime seria que a a dupla acreditava que a vítima teria furtado uma motocicleta.

Os dois suspeitos possuem extensa ficha criminal, onde constam crimes como homicídio, roubo e porte ilegal de arma de fogo. Além disso, o mais novo, estava com tornozeleira eletrônica na hora da prisão após ter sido liberado do regime fechado por outro homicídio.

SEGUNDO DELEGADO, SUSPEITO DISSE QUE ATIRARIA NOS POLICIAIS

Devido ao alto grau de perigo gerado pelos matadores de aluguel, a operação da polícia contou com 20 policiais civis. Mas nem essa força-tarefa intimidou os matadores de aluguel.

“Tivemos o apoio devido a alta periculosidade dos envolvidos. Um deles, no momento da prisão, chegou a comentar que teria atirado nos policiais se estivesse com a arma por perto”, relata o delegado Cassiano Aufiero.

De acordo com o delegado, a ação da polícia também apreendeu um revólver calibre 38, com seis munições intactas.

“As investigações procedem e serão interrogados ainda hoje antes de ficarem à disposição da Justiça”, finalizou.

A dupla deve ser autuados, ao menos, por homicídio qualificado e porte ilegal de arma.

Previous ArticleNext Article