Prefeitura notifica empresa por mau odor de aterro sanitário

Problema teve início a partir de 25 de junho, quando um deslizamento foi registrado no local, ocasionando a morte de um trabalhador

Redação - 13 de julho de 2022, 18:52

Reprodução/TV Band
Reprodução/TV Band

A Prefeitura de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, notificou extrajudicialmente a empresa Estre Ambiental para que seja solucionado o problema do mau odor no aterro sanitário. O problema se intensificou após o deslizamento do dia 25 de junho, que ocasionou a morte de um trabalhador.

Nesta quarta-feira (13), representantes da Prefeitura de Fazenda Rio Grande, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (SEDEST) e da Estre Ambiental, empresa responsável pelo aterro, se reuniram em busca de um plano de ação emergencial.

O município cobrou mais agilidade da empresa para a solução do problema. A Estre informou, em nota, que tem executado um plano de contingência, ainda sem prazo para ser concluído. O encontro foi encerrado sem definições.

Ainda por meio de nota, a Estre Ambiental informou que manterá a mobilização de drones de irrigação para espalhar pelo aterro sanitário um composto inibidor de odores. A aplicação sobre o lixo exposto voltará a acontecer nos dias 15, 18 e 21 de julho, três vezes ao dia (às 7h, 13h e 17h).  

A empresa reforçou que iniciou as ações de combate ao mau odor no dia 29 de junho. Em 4 de julho, a Estre recebeu o projeto de reconformação da área impactada e iniciou o refazimento dos taludes de resíduos.

"A Estre está desenvolvendo os projetos de remediação do entorno e reconformação do maciço. Entretanto, qualquer operação somente será executada existindo total garantia da segurança dos funcionários que estarão envolvidos", diz a nota.