Médica é afastada após xingar paciente em rede social na RMC

Além do afastamento, o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) abriu uma sindicância para apurar o caso.

Redação - 24 de maio de 2022, 12:34

(Foto: Reprodução/Google Street View)
(Foto: Reprodução/Google Street View)

Uma médica foi afastada pela Prefeitura de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), após xingar uma paciente no sábado (21) através de uma rede social.

Além do afastamento, o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) abriu uma sindicância para apurar o caso.

Durante o final de semana, a médica usou o Twitter para reclamar do atendimento a uma paciente durante a madrugada: "Tem que ser muito FILHA DE UMA PU** pra vir 1 da manhã no pronto-socorro por conta de infecção urinária viu. Não tem outra expressão pra descrever".

A profissional trabalha na saúde pública de Almirante Tamandaré e, de acordo com a prefeitura do município, foi contratada por uma empresa terceirizada para fazer plantões em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Por meio de nota, a administração da cidade afirmou que a conduta médica é diferente da publicada em rede social. Porém determinou o afastamento até o esclarecimento dos fatos.

A médica que fez a publicação não se pronunciou após os tweets e o consequente afastamento. 

CRM-PR ABRE SINDICÂNCIA PARA APURAR DECLARAÇÃO DE MÉDICA

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) abriu uma sindicância na segunda-feira (23) para apurar a declaração da médica.

Em nota, o conselho confirma o ocorrido e diz que o processo está em sigilo por direito a ampla defesa e ao contraditório: "O CRM-PR confirma ter instaurado procedimento sindicante para apurar denúncia em que comentários desrespeitosos, com pacientes e aos princípios que regem a atividade, teriam sido compartilhados nas redes sociais por profissional de medicina com inscrição e atuação na jurisdição desta autarquia".

Outros comentários sobre pacientes teriam sido feitos pela médica na mesma rede social. De acordo com o cadastro dela no CRM-PR, ela tem o registro desde setembro de 2021.