Médico com coronavírus ignora lei, atende pacientes e é denunciado no Paraná

Um médico de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, pode responder criminalmente por ter atendido pacientes mesmo..

Redação - 02 de junho de 2020, 15:55

Ilustração/Pixabay
Ilustração/Pixabay

Um médico de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, pode responder criminalmente por ter atendido pacientes mesmo sabendo que estava infectado com coronavírus.

De acordo com o MPPR (Ministério Público do Paraná), o servidor público recebeu o diagnóstico positivo no dia 13 de abril. No entanto, dois dias depois, ignorou as autoridades sanitárias e trabalhou normalmente.

Conforme a apuração da 6.ª Promotoria de Justiça de Colombo, o médico da Unidade de Saúde do Alto Maracanã atendeu pelo menos nove pacientes. Ele só comunicou os colegas que estava infectado pelo coronavírus no final do expediente.

“Com vontade livre e consciente, ciente da ilicitude e reprovabilidade de sua conduta, infringiu determinação do poder público, destinada a impedir propagação de doença contagiosa”, diz trecho da denúncia.

A Promotoria de Justiça de Colombo acusou o médico pelos crimes de infração de medida sanitária preventiva e omissão de notificação de doença. Ele está sujeito à prisão e multa.

Em nota, a Prefeitura de Colombo informou que identificou o caso no dia 17 de abril. No mesmo dia, um processo administrativo disciplinar foi instaurado para apurar a conduta do servidor. As informações foram repassadas ao Ministério Público pela prefeitura.

O médico foi imediatamente afastado por 90 dias, enquanto o Ministério Público investiga o caso. O CRM (Conselho Regional de Medicina) também foi acionado para que tome providências em relação à conduta do profissional.

A Prefeitura de Colombo informou, ainda, que aguarda as manifestações do CRM e do MP para definir como proceder em relação ao médico.