Médico é condenado a três anos de prisão após abuso sexual de pacientes no Paraná

Redação

médicos

Um médico de Assis Chateaubriand, na região oeste do Paraná, foi condenado a três anos e meio de prisão em regime aberto em duas ações penais por abuso sexual de pacientes.

Em ambas as sentenças do MPPR (Ministério Público do Paraná), o réu foi condenado por violência sexual mediante fraude, a três anos e meio de prisão em regime aberto e pagamento de R$ 10 mil a cada uma das vítimas por danos morais. Como as decisões foram proferidas em primeira instância, ainda estão sujeitas a recurso.

MÉDICO RESPONDE A OUTROS TRÊS PROCESSOS DE ABUSO SEXUAL DE PACIENTES

Além das condenações de agora, o médico responde a outros três processos por atos semelhantes, todos ocorridos entre novembro de 2016 e julho de 2017.

O médico também responde por contravenção penal no Juizado Especial Criminal de Assis Chateaubriand.

Como condições do cumprimento da pena em regime aberto, o médico deverá:

  • manter-se em trabalho fixo durante todo o período de cumprimento da pena;
  • comparecer mensalmente ao Juízo para justificar suas atividades;
  • não fazer uso de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes;
  • comparecer a todo e qualquer ato processual a que vier a ser intimado;
  • não mudar de endereço ou se ausentar da comarca por mais de 30 dias sem autorização do juiz;
  • não se ausentar do país sem autorização judicial;
  • permanecer em sua residência durante os dias da semana entre as 20 e as 6 horas e durante os finais de semana;

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="698496" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]