Mega-assalto leva US$ 40 milhões de transportadora em Ciudad del Este

Narley Resende


Cerca de US$ 40 milhões (ou R$ 120 milhões) foram levados da unidade da transportadora de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, vizinha de Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná. A polícia paraguaia acredita que o roubo milionário foi promovido por uma organização criminosa que “atua no Brasil e domina vários presídios”.

Um policial, identificado como Sabino Ramón Benítez, do “Grupo Táctico de Operaciones (GEO)”, morreu na tentativa de perseguir os bandidos fortemente armados. A unidade da transportadora foi invadida na madrugada desta segunda-feira (24).

Os assaltantes usaram dinamites no ataque e incendiaram ao menos 15 veículos para distrair a polícia. A sede da empresa fica a 4 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, no Oeste do Paraná.

Na fuga, por volta da 1h, o grupo de aproximadamente 30 assaltantes se separou para dificultar o cerco policial. Buscas estão sendo feitas por helicóptero sobre o Rio Paraná, já que há suspeita de que possam ter usado barco na fuga.

Um dos veículos utilizados pelo grupo chegou a ser abandonado pela quadrilha com um fuzil anti-aéreo.

Segundo o jornal ABC Color, este é possivelmente o maior assalto já ocorrido no Paraguai.

Em 2014, ladrões tentaram chegar ao cofre da Prosegur abrindo um túnel, que foi descoberto. O imóvel próximo à sede da empresa, usado para iniciar o túnel, havia sido alugado por um cidadão brasileiro. Pelo menos seis paraguaios que trabalharam na escavação foram presos.

Aulas suspensas

Todas as escolas em Ciudad del Este e Presidente Franco suspenderam suas atividades por causa do medo que permaneceu após o grande assalto. Conforme a imprensa local, eles esperam relatórios da Polícia Nacional de retomar suas atividades esta tarde.

[insertmedia id=”jITU68Km8es”]

 

 

Previous ArticleNext Article