Menina desaparecida é encontrada morta em terreno com sinais de violência sexual

Redação


O corpo da adolescente Jeniffer Tavares, de 16 anos, que estava desaparecida desde a madrugada de sábado (4), foi encontrado ontem pela manhã em um terreno baldio no Jardim Rebouças, no final da avenida Mandacaru, em Maringá, por catadores de materiais recicláveis. Ela estava seminua e, segundo o delegado Diego Almeida, da Delegacia de Homicídios, foi esganada e tinha sinais de abuso sexual.

LEIA TAMBÉM: Corpo de menina desaparecida é encontrado enterrado na casa da família

“Trata-se de um crime bárbaro. Foi verificado traumatismo craniano, esganadura, com lesões na traqueia e indícios de estupro”, disse. Segundo o delegado, as investigações estão adiantadas e, até ontem à noite, dois suspeitos eram procurados. “Provavelmente eram conhecidos.”

Na investigação, a Polícia Civil analisou imagens de câmeras de segurança na região central da cidade. A menina, que morava na Vila Morangueira, saiu no sábado à noite com o irmão e se encontrou com um grupo de amigas na praça da catedral.

De lá, foram para uma festa numa chácara localizada no Jardins Monet. Imagens também mostram Jeniffer numa tabacaria. Como não retornou para casa na manhã de domingo (5), a família registrou boletim de ocorrência comunicando seu desaparecimento. Ela teria sido vista pela última vez por uma amiga quando entrava em um VW Gol, placa de São Paulo, de um outro colega.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="618892" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]