Meningite faz segunda vítima em Maringá

Redação e Carla Guedes - Metro Jornal Maringá

Menina de 7 meses faleceu na UTI na noite de sábado. Em fevereiro, um garoto de 1 ano morreu por meningite bacteriana

Uma bebê de 7 meses, que estava internada no Hospital Universitário de Maringá morreu em decorrência de meningite. Foi a segunda morte em razão da doença em Maringá este ano. Alice Ferreira foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HU no início do mês. Ela chegou ao hospital em estado grave, a doença se agravou e ela faleceu. O atestado de óbito foi dado na noite de sábado.

A mãe de Alice, Mirele Izabel Ferreira, que sempre informava amigos e parentes sobre o estado de saúde da filha em uma rede social, escreveu uma mensagem de despedida: “Uma estrelinha vai brilhar no céu e iluminar outros coraçõezinhos na terra. Obrigado senhor por ter me proporcionado ser a mãe de uma grande guerreira (…). Deus sabe o que faz e tem o melhor para nós.”

Saúde pleiteia aumento das doses de vacina contra meningite
Meningite pode ter causado morte de bebê em Maringá

A morte de Alice foi a segunda este ano em Maringá em decorrência de meningite. Em fevereiro, um menino de 1 ano morreu por meningite bacteriana causada por Streptococcus.


A doença em números

Na região de Maringá, foram contabilizadas 41 notificações de meningites em janeiro e fevereiro, com três mortes. O número se manteve estável no comparativo com os anos anteriores. Segundo a 15ª Regional de Saúde, com sede em Maringá, a maioria dos casos de meningite (60%) é do tipo viral, que costuma ser a forma mais benigna da doença e tem boa evolução para a cura. Outros 30% são causados por bactérias e 10% por fungos ou protozoários.

A rede pública disponibiliza a vacina meningocócica C, que protege contra meningite tipo C. A vacina contra meningite B é ofertada apenas em clínicas particulares.

Causa e sintomas

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Entre os agentes infecciosos, as meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública e clinico, devido a sua magnitude, capacidade de causar surtos e, no caso da meningite bacteriana, a gravidade.

Os sintomas da meningite bacteriana e viral incluem início súbito de febre, dor de cabeça e rigidez do pescoço, além de náuseas, vômitos, aumento da sensibilidade à luz.

Segundo o Ministério da Saúde, em recém-nascidos e bebês, os sintomas podem não ser percebidos. O bebê pode ficar irritado, vomitar, alimentar-se mal ou parecer letárgico ou irresponsivo a estímulos. Também podem apresentar a fontanela (moleira) protuberante ou reflexos anormais.

Post anteriorPróximo post