Mesmo com acordo caminhoneiros mantêm protestos; rodovias do PR tem 212 atos

Andreza Rossini


A Polícia Rodoviária Federal não registrou nenhum ponto de desmobilização dos caminhoneiros no país na manhã desta sexta-feira (25), mesmo após o acordo firmado ontem entre o governo federal e representantes dos caminhoneiros.

De acordo com a PRF, no Paraná são 79 pontos de manifestação nas estradas federais que cortam o estado. Nas rodovias estaduais são 133 pontos de atos dos grevistas, totalizando 212 locais de protestos no Paraná.

O ato já deixa postos de combustíveis desabastecidos, supermercados com estoques baixos de alimentos perecíveis, suspendeu o abate de carnes, frangos e aves,  leva os produtores de leite a dispensarem a bebida, devido a falta de locais para estocar os produtos e as granjas a sacrificarem os animais por falta de ração.

As montadoras de veículos também anunciaram a paralisação dos trabalhos em todas as fábricas do país.

Acordo

Os líderes do movimento no Paraná fizeram um acordo com o governo para a liberação de cargas essenciais: cargas vivas, rações para animais, alimentos para o departamento penitenciário do estado, leite para as instituições de educação infantil, material hospitalar e medicamentos e combustíveis para os órgãos oficiais (polícia, bombeiros, ambulâncias), além dos caminhões da Copel e da Sanepar.

O protesto

A manifestação começou na última segunda-feira (21) e é organizada pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) em conjunto com órgãos sindicais protesta contra o valor do diesel e pede a redução dos tributos sobre os combustíveis.

Todos os atos são realizados em acostamentos ou bloqueiam apenas uma das faixas das rodovias, liberando a passagem de veículos leves, ambulâncias e caminhões com cargas-vivas. Em caso de bloqueio total das rodovias, a Justiça do Paraná determinou multa de R$ 100 mil por hora.

Os motoristas também foram proibidos de invadir praças de pedágio com multa de R$ 20 mil por hora.

Brasil

Na Régis Bitencourt, em São Paulo, carretas e caminhões permanecem estacionadas ao logo da rodovia. O mesmo ocorre em rodovias de Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, estado que tem 74 pontos de manifestação. No Distrito Federal, a PRF registra manifestação de caminhoneiros na BR-020, BR-060, BR-070 e BR-080.

Veja os pontos de bloqueios nas rodovias federais do Paraná:

 

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="525764" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]