Ministério Público pede aumento da pena de Carli FIlho

Jordana Martinez


Jordana Martinez com BandNewsCuritiba

O Ministério Público do Paraná (MPPR) pediu que a pena aplicada ao ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, acusado de provocar a morte de duas pessoas ao dirigir bêbado e em alta velocidade em 2009, seja ampliada para 14 anos de prisão.

O ex-deputado estadual foi condenado a 9 anos e 4 meses de prisão, por juri popular, no dia 28 de fevereiro deste ano.

A acusação pede que sejam reconsiderados alguns pontos, como a velocidade do carro – que se assemelha à índices de pista de corrida, a decolagem do carro, que teria caído em cima do veículo das vítimas, e a embriaguez excessiva de Carli Filho ao volante, comprovada por vídeo e por testemunhas.

Carli Filho responde ao julgamento em liberdade, mas deve se apresentar à justiça de Guarapuava, onde mora, mensalmente. Uma medida cautelar obriga que o ex-deputado compareça todos os meses “em juízo, para informar e justificar suas atividades”.

Caso descumpra a medida, ele pode ser preso preventivamente. Uma carta precatória, emitida pelo juiz Daniel Ribeiro Surdi de Avelar, que conduziu o julgamento, foi encaminhada ao Tribunal do Júri de Guarapuava solicitando informações sobre o cumprimento da medida cautelar.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.