Modelo que forjou próprio sequestro é solta e diz que recebeu tratamento VIP na delegacia

Vinicius Cordeiro

modelo lauren adana lorenzetti

A modelo Lauren Adana Lorenzetti, presa ontem (11) na região metropolitana de São Paulo, foi solta e passou a cumprir a pena em regime aberto sob duas condições, conforme determinação do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná). Em 2013, ela foi condenada a seis anos de reclusão por forjar o próprio sequestro, três anos antes. Nas redes sociais, ela declarou que foi muito bem tratada pelos policiais.

A ex-miss Pato Branco, cidade do interior do Paraná, pode sair de casa para estudar, trabalhar, visitar familiares ou frequentar cultos religiosos das 6h às 22h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados, domingos e feriados, o horário fica limitado entre 6h e 18h.

Ela também obteve o direito de se deslocar em todo território nacional, desde que retorne diariamente à sua residência para cumprir o repouso nos horários de restrição de circulação.

De acordo com o alvará de soltura, expedido pela Vara de Execuções Penais de Francisco Beltrão, Lauren Adana prometeu cumprir as condições. Além disso, o documento ainda afirma que a delegacia não é o local adequado para cumprimento da pena em regime semiaberto “tendo em vista a notória falta de vagas em unidades femininas no Paraná”. Apesar dela estar grávida de nove meses, não há qualquer determinação em relação a questões de saúde.

MODELO DIZ QUE RECEBEU TRATAMENTO VIP E NEGA TENTATIVA DE EXTORSÃO

Modelo também foi miss no Paraná. (Reprodução/Instagram)

Lauren Adana Lorenzetti foi presa na manhã desta segunda-feira (11) em Santana de Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo. Ela foi detida em uma ação da Polícia Civil, que cumpriu um mandado ordenado pela Justiça do Paraná, e encaminhada para a sede da Divisão de Captura.

Com mais de 100 mil seguidores no Instagram, Lauren compartilha conteúdos sobre família e estilo de vida. Contudo, ela restringiu sua conta após ter sido presa.

“Esse meu caso tomou uma proporção inesperada até porque não é um caso novo. Muita gente sabia desse caso, principalmente as pessoas do Paraná. Eu nunca escondi, se você der um Google no meu nome, encontraria ele”, disse Lauren.

A modelo ainda revelou que recebeu muitas mensagens de apoio, mas também sofreu ameaças de pessoas dizendo que iriam sequestrar sua filha mais velha, Davina. Apesar do susto com a repercussão, ela agradeceu pela forma com que foi tratada na delegacia.

“Passamos o dia super bem tratadas. Tratamento realmente VIP. Foi realmente incrível ficar com esses policiais que me trataram e trataram a Dávila com todo o carinho. Quando a gente erra, a gente tem que pagar sim”. 

Por fim, a modelo nega que tentou extorquir a própria mãe durante o sequestro ocorrido em 2010. Em nota de esclarecimento produzida em conjunto com seus advogados, Lauren diz que “um indivíduo” planejou e a obrigou, sob ameaças, a fazer se passar como se tivesse executando o próprio sequestro.

“Lauren é mãe, esposa, empresária, pessoa de sucesso pessoal e profissional, vive uma vida ilibada, tem ótima convivência com seus amigos e familiares, os quais estão em total comunhão com a mesma para solucionar tão árdua e infundada acusação”.

Previous ArticleNext Article